Inspecções de instalações fotovoltaicas com drones

Você quer ser piloto profissional de drones?

Drones para inspeccionar centrais ou parques fotovoltaicos

Drones para inspeccionar centrais ou parques fotovoltaicos

As inspecções técnicas de grandes infra-estruturas tais como parques fotovoltaicos são complexas e difíceis de realizar. Os drones facilitam muito esta tarefa, tornando estes trabalhos mais rápidos, mais precisos e mais seguros. Além disso, as inspecções técnicas com o UAS (Unmanned Aerial System) reduzem os custos, obtêm melhores resultados, evitam colocar os trabalhadores em risco e permitem que estas inspecções sejam levadas a cabo de forma mais eficiente.

As inspecções em serviço são necessárias para assegurar que os activos geram a produção eléctrica esperada e obtêm o retorno esperado do investimento para o projecto. A inspecção de campo de um painel solar fotovoltaico (PV) requer a utilização de sensores infravermelhos (IR) e câmaras RGB para detectar painéis defeituosos que exibam variabilidade térmica devido a problemas de ligação, danos físicos ou detritos.

Na Aerocamaras fomos pioneiros em inspecções técnicas com drones, sendo a primeira empresa no mundo a realizar inspecções com três sensores de gravação no mesmo voo: HD (alta resolução/RGB); IR (termográfico, para detectar pontos quentes); e UV (ultravioleta). Este projecto foi levado a cabo para a Red Eléctrica España e os resultados foram um sucesso completo.

Índice de contidos

inspecção de painéis fotovoltaicos com drones

Como inspeccionamos centrais fotovoltaicas com drones

Na Aerocamaras, adaptamo-nos às necessidades específicas de cada cliente. Trabalhamos com os UAS mais adequados para cada inspecção técnica e com os pilotos de drone mais experientes em cada área. Os nossos aviões têm três sensores diferentes para capturar diferentes tipos de informação: gravação HD; IR; e UV.

Para realizar inspecções de centrais fotovoltaicas com drones, na Aerocamaras seguimos os seguintes passos:

  • Planeamento: Dependendo do tipo de inspecção e dos dados a captar, serão definidos os diferentes parâmetros para o voo fotogramétrico. Em termos de plataformas de voo, os UAV de asa fixa podem cobrir mais terreno num único voo, sendo adequados para grandes áreas cartográficas. Por outro lado, os multi-motores têm maior manobrabilidade em voo, mas cobrem uma área muito menor, pelo que são adequados para pequenas áreas ou áreas com muitos obstáculos.
  • Voo: Quando se trata de recolha de dados, é muito importante ter em mente que o drone pode transportar dois sensores diferentes e voar a baixa altitude. Além disso, se for utilizada uma asa fixa para cobrir a área, esta aeronave voa a uma velocidade relativamente alta, pelo que as câmaras devem ser devidamente configuradas para que as imagens saiam com boa sobreposição e focagem.
  • Condições climáticas: Dependendo do tipo de inspecção a realizar, devem existir condições específicas de radiação solar, tendo em conta a presença ou ausência de nuvens no céu e que a força do vento não tem uma magnitude significativa. Outros factores tais como a temperatura ambiente, o tipo de superfície, ou o ângulo de aquisição de dados são essenciais para configurar correctamente as câmaras.
  • Pós-processamento: Uma vez obtidos todos os dados, todas as imagens são processadas e possíveis falhas são detectadas, que podem ser: sujidade, superfícies partidas ou muito deterioradas, células defeituosas, ou que os díodos de protecção dos painéis tenham sido activados.

Vantagens da inspecção por drones em relação à inspecção tradicional

O advento dos drones trouxe uma revolução ao sector das energias renováveis. Os UAS não precisam de pôr em risco o pessoal. Além disso, os resultados obtidos são muito precisos. Esta combinação de características encurta os tempos de trabalho e minimiza o tempo de paragem destes sistemas.

Até hoje, a verificação de falhas nos módulos dos painéis solares e a tomada de temperaturas envolveu um custo elevado em termos de tempo e recursos, tanto humanos como económicos, devido à imensa dimensão de muitas explorações solares. Com drones equipados com câmaras de infravermelhos e HD é possível gravar todo o parque solar numa única passagem.

inspecções-parques-solares

O que considerar ao inspeccionar centrais fotovoltaicas com drones

Para realizar inspecções com UAS em centrais fotovoltaicas é necessário ter em conta a distância a percorrer para escolher o sistema adequado. Além disso, teremos de estabelecer o tipo de inspecção que pretendemos efectuar a fim de equipar os nossos drones com a carga adequada. Finalmente, a autonomia do drone será fundamental para realizar uma inspecção com mais ou menos viagens.

Não esquecer que para se tornar um profissional em inspecções técnicas com drones é necessário estar na posse das qualificações apropriadas. Em Aerocamaras temos o curso perfeito para melhorar as suas competências no sector. Com o curso piloto profissional de drone em inspecções técnicas, adquirirá os conhecimentos e competências necessários para lidar com UAS a fim de analisar parques eólicos, redes eléctricas, painéis solares e outras infra-estruturas.

Se desejar mais informações, ligue para 308 806 301 ou escreva para info@cursodedrones.pt 

Inscreva-se para receber mais informações como esta na sua caixa de entrada!